Renato Martins - 1.jpeg
RENATO_MARTINS_FUNK_NA_CAIXA_6.jpg
RENATO_MARTINS_FUNK_NA_CAIXA_5.jpg
Renato Martins - 2.jpeg
Renato Martins - 11.jpeg
Renato Martins - 4.jpeg

Renato Martins

Jornalista, DJ e Pesquisador Musical

Salvê, me chamo Renato Martins, 32, sou de SP- Capital e escrevo, pesquiso e promovo diversos trabalhos relacionado a música eletrônica brasileira. Depois de abrir um blog e compreender a cena de musica eletrônica com funk, decidi abrir a minha própria gravadora digital onde atuei com funk e música eletrônica no selo Funk na Caixa e com ritmos brasileiros na gravadora Braza Music. Também escrevi para outros canais sobre funk como a Vice Brasil,Vice Americana (US) e o Norient (DE). Em 2017 a convite do Kond, da Kondzilla, assumi um projeto ambicioso de criar do zero o Portal KondZilla.

Me formei em Comunicação Social com uma monografia sobre a comunicação interna do baile funk. Atualmente, estou concluindo a pós graduação em Jornalismo com uma pesquisa sobre os 10 anos do movimento funk em São Paulo.

Com quase 10 anos de experiência na música, acumulei diversas experiências. Fui curador dos artistas do palco Palco Funk Consciente na Virada Cultural de São Paulo em 2015. Trabalhei com curador em diversos lançamentos musicais: Favela Terror, Rasterinha e a série Disparo. Participei de eventos falando sobre a minha experiência com o funk no Festival Path (2018) e BMS Music (2019).

Como jornalista, fui um dos primeiros a documentar e promover o ritmo carioca Rasterinha. Em 2013, trabalhei no documentário Funk Ostentação registrando o movimento que surgia em São Paulo. Já entrevistei centenas de artistas do movimento funk, de forma direta para o Funk na Caixa e Vice, e indireta como editor na KondZilla.

Também atuei na área de vídeo como roteirista e pesquisa na produção de séries envolvendo funk e periferia. Alguns trabalhos são: Resenha de Favela para o YouTube (2020), Funk pelo Brasil com Dani Russo, para o Facebook (2019) e Um Favelado pelo Mundo com MC Fioti para o Facebook (2019).

Além disso, comecei minha carreira na música como DJ, me apresentei nas principais casas noturnas de São Paulo. Fui convidado a me apresentar em outros estados também, como em Brasília - DF e Rio de Janeiro - RJ. Trampo em carreira solo e também no projeto Irmãos Coragem. Participei do coletivo Dirty Kidz Gang como organizador e DJ.

​Ao todo, já lancei mais de 150 músicas nas minhas gravadoras. Sou reconhecido como um dos maiores pesquisadores de baile funk e música periférica brasileira.

Bom, isso é um pouco da minha trajetória. Sou uma pessoa animada em somar com diversos projetos. Caso se identifique, me manda um email pra gente conversar: renato@funknacaixa.com.br. Sou a pessoa ideal para trabalhar com projetos envolvendo música e periferia.