• Renato Martins

O produtor Golden Kong curte mesmo é a batida do Romano


artworks-000112830061-rjg8wf-t500x500

De 2014 pra cá, algumas coisas mudaram: O funk de São Paulo passou de Ostentação para Putaria; O passinho se dividiu em estados: o do Rio de Janeiro e o de São Paulo, que tem uma malemolência diferente; os paulistas criaram ‘a batida do romano’ minimalista e que tem um timbre metálico; os fluxos vem disputando espaço com os bailes de São Paulo.

Bem, por que mostrar essas diferenças? Porque o produtor paulistano Fernando Simões, conhecido como Golden Kong, vem mostrando sua habilidade nessa nova batida. Com um single de montagem e remix de jersey club, fica fácil conhecer as diversas músicas que usam essa batida e ainda entender como tornar o funk em um global bass com apenas um remix. Ele também gravou mixtape maneira, se liga nesse link.

Se você tem perguntas do tipo: Como surgiu essa batida? De onde veio a ideia? Qual é a onda desses vocais estranhos? Acompanhe o Funk na Caixa que em breve você vai saber tudo sobre isso.

#SãoPaulo #batidadoromano #beatdoromano #fernandosimoes #passinhodoromano #goldenkong

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo