• Renato Martins

Funk na Caixa convida: El Timbe


Capa-Timbe

O Neo Funk tem passado por uma transformação. O que antes era um estilo definido, com uma linguagem clara e que não deixava dúvidas sobre o estilo, agora recebe influência de diversos outros gêneros, como twerk, trap, moombahton e até ja desacelerou o ritmo com a rasterinha.

Pensando nisso, convidamos o El Timbe para fazer um set, e mostrar na sua visão, qual a direção que o Neo Funk esta tomando. Ele é o nosso terceiro convidado. Confira o set do Mauro Telefunksoul e do dj produtor Neki também.

Set List: 1 – ASShake – Rebola 2 – Mc Creu – Dj Controla Sua Bunda (ASShake Remix) 3 – Mc Kareta – Bate Com O Bumbum No Chão (( by Bambam )) 4 – Vai Twerk Remix – (Vini X Comrade) 5 – Seductive – Take Control (Guto de Almeida – Rasterinha REMIX) 6 – Pesadão Tropical – Vem Piranha (Poncho Gonzalez Remix) 7 – Deixa Acontecer – Dj Tide (eletropagode) 8 – Omulu – Di Patrão 9 – MC Tipocki – Quero Bunda 10 – MC Cyclone – Vai no Bole Bole (prod. Caio Gomes) 11 – MC Nandinho – Joga Teia Com Homem Aranha (DJ Coxinha) 12 – Kradadash – Quero Ver O Baile Todo 13 – TNGHT – Goooo ( OMULU Brega Bass Remix ) 14 – Omulu – Tremetreme 15 – Carlos Nunez & Kaio AC – Bigode Trap 16 – Poncho Gonzalez – Aqui Do Baile 17 – Katucadão – 187 18 – DJ Comrade – Xão Trap 19 – Deise Tigrona ft Jaloo – Prostituto (Kaio AC Remix) 20 – Skrillex – Make it bun dem (Pesadão Tropical Remix x Bro Safari & UFO! Remix) 21 – Danilo Dunas – Melo do Tchuco Muco 22 -Montagem – No Ritmo da Flauta (Felipe Aguiar & Sydney Sousa) 23 – Vem Piranha – Pesadão Tropical 24 – Mc Finazze – Faz Isso Que Elas Vem ((Dj Bambam Studio b)) 25 – Pesadão Tropical – PUTA QUE PARIU 26 – Johnny Ice – O terror voltou 27 – Munchi – Bota Dedim Pro Alto

El Favelão é um set bem completo que mostra as muitas variações do Neo Funk. O set já começa com uns remixes de Funk com Twerk. Logo em seguida, arrisca umas rasterinhas. Ele também passa pelo funk carioca  – era impossível deixar ele de fora – um pouco do favela trap.

O produtor e dj, El Timbe, que esteve de passagem pelo Brasil, assim como outros produtores e djs já fizeram, veio para entender mais da cultura brasileira e do funk carioca. Em contato com o Funk na Caixa, conversamos sobre as novidades do Neo Funk e suas variações, e o resultado foi esta mixtape. Para conhecer melhor o El Timbe, fizemos uma entrevista:

el timbe

 Qual é a ideia do seu set?

A ideia do meu set está na linha de algumas outras mixtapes que eu já fiz , trabalhando em cenas específicas da global bass music, mas , neste caso, em todas as novas formas de Neo Funk , e também a nova bass music do Brasil , vindo do baile funk . Eu tenho tocado Baile Funk por 12 anos, e eu só fiz uma mixtape há muitos anos atrás, muito antes da existência de redes de mídia social . Em dezembro passado eu me joguei no Brasil, e eu voltei apaixonado por esse som. Então , eu comecei a investigar obsessivamente todos os novos sub-gêneros e artistas, que compilou uma série de boas faixas de Favela Trap, Brega Bass, Rasterinha , Tecno Forro , etc … Eu combinei todos esses gêneros nesta mixtape .

Qual é a sua grande influência para o seu estilo e sua música? Na verdade, você poderia dizer que eu não tenho nenhuma personalidade musical … O que quero dizer é que eu estou sempre mudando a minha atenção para diferentes estilos de música . Estou sempre à procura de uma nova alquimia dos novos sons tropicais , e olhando para as ultimas produções, artistas e gêneros que estão constantemente mudando e evoluindo. Gosto de preparar um monte de misturas no meu estúdio , porque posso me concentrar em sets de um estilo único , que às vezes você não tocar numa balada. Muitas vezes, o público não entende o que esta ouvindo . Eu costumo tocar cumbia e moombahton , combinada com a global music, como a música africana ou asiática, ou o twerk mais tropical e trilhas armadilha , ou zouk bass , tarraxinha e tarraxo … Todos os estilos se encaixam em meus sets. Eu me esforço para que dê certo a mixtape . As transições entre as faixas , são uma das parte mais importante dos meus sets, com faixas cuidadosamente selecionados . O efeito dramático que você pode começar com uma boa mixagem , e ver o sentimento público neste momento particular, é um dos momentos mais gratificantes para um DJ .

O Neo Funk esta passando por uma transformação. Qual você acha que vai ser a direção que o Neo Funk vai tomar? Para mim, agora é um dos momentos mais interessantes da cena do Neo Funk, porque um monte de novos subgêneros, e muito bons produtores, estão saindo com excelentes remixes entre diferentes gêneros como Favela Trap , ou Twerk Baile … Há também um novo gênero chamado Rasterinha , que para mim é a evolução perfeita de baile funk , com foco na nova tendência de redução do BPM ​​em uma club music, que eu acho que é muito interessante. Na verdade, outros gêneros, como o zouk bass ou tarraxo , também têm o mesmo BPM , e são muito fácil de mixar , resultando em um novo fluxo na dance music. Eu realmente gosto Favela Trap, e Favela Twerk . Eu descobri também uma evolução do forró , chamado Tecno Forro , ou algo assim , que se progredir , pode dar resultados realmente impressionantes . Algumas das novas produções de TecnoBrega , Brega Bass são completamente incríveis também.

Deixe um recado para os leitores e amigos do Funk na Caixa Obrigado a todos que escutam e gostam das minhas produções, mixtapes e sets . Porque sem esses momentos , El Timbe não existiria. Obrigado a todos que dançam nos meus sets, e na hora da pista, jogam a mão pra cima! Mais de amor POR favor !

Você pode encontrar mais informações e sets do El Timbe aqui: Facebook – https://www.facebook.com/eltimbe

E-mail: megatimbe@gmail.com

Soundcloud – https://soundcloud.com/eltimbe

#tendencias #eltimbe #favelatrap #rasterinha #neobailefunk #timbefavelao #barcelo #funkcarioca #twerkbaile #Novidades #twerk #remixes #neofunk #bailefunk

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo