• Renato Martins

É Pau, é Trap, é o remix do Aqualight pro MC Pikachu

Produtor mandou mensagem pro MC no facebook, que por sorte, retornou com as acapellas.


Difícil explicar, mas dia após dia, mais produtores remixam músicas de funk e adentram nesse universo. A bola da vez é o DJ e produtor Aqualight. Parte da DKG, o DJ é metade do duo AQUABASS e também se apresenta sozinho. Inclinado pro Trap, aproveitou a fase pra remixar o MC Pikachu.

Bati um papo rápido com o Willian, pra conhecer mais da sua carreira e trabalho.

Quem é o Aqualight?

Meu nome é Willian Abrante, sou natural de Mogi das Cruzes – SP e tenho 26 anos (meu aniversário é daqui alguns dias, dia 08/11 rs). O meu projeto como Aqualight, começou no início de 2010, tocando: Electro House e Fidget. Ao decorrer do tempo, eu fui agregando outros gêneros, como: Jungle Terror, Dubstep, Trap, entre outros.

Eu nunca fui preso a uma vertente só, eu sempre procurei deixar os meus sets e apresentações com uma mistura de estilos, deixando bem diversificado.

Além de DJ eu também já fiz algumas produções, no começo elas eram focadas sempre no Fidget House – influência de um grande amigo, H2O Project.


A música sempre esteve presente na minha vida e carreira, mas ainda não consigo sobreviver dela. Arrisquei algumas produções que tiveram destque, como “I Am Dancing” que saiu na gravadora Polonesa, Sick Slaughterhouse. Esse som alcançou a marca de TOP #22 Beatport com o Remix de Darth Vader. No ano seguinte em 2012, veio o EP “Rock’N’Roll”, assinado pela Cash Gold Records TOP #71 no BeatPort também.


Com esses releases, e o apoio de grandes amigos e produtores, passei a me apresentar no circuito alternativo e de Bass Music de São Paulo. Cheguei até a viajar pra fora de SP, como Copacabana (RJ), Recife (PE), Maceió (AL) e Maringá (PR) .Atualmente faço parte da Dirty Kidz Gang, um coletivo de artistas de São Paulo.


Como surgiu a ideia do remix pro Pikachu?

A ideia, basicamente, começou numa festa entre amigos. Um deles (Salve Diego… rs), começou a cantar a música do Pikachu, olhou para mim e disse:

-Mano, porque você não faz um remix dessa música? Um bass, seguido do refrão, tá ligado? tipo: Pau, pau, pau… Bummm, buum, buum, rs”.

Na hora nós demos muitas risadas, mas a ideia ficou na minha cabeça. Depois de um tempo resolvi colocar em prática, já que uns amigos – que também são produtores – estavam criando esses Remixes em cima do Funk atual.

Depois de montar toda a ideia do remix, eu subi a faixa no Soundcloud, mostrei para alguns amigos e tive a ideia de mostrar para o próprio criador da música original né, o Pikachu… haha.


Para a minha surpresa, o MC Pikachu respondeu o inbox que eu havia mandado com a ideia do Remix, dizendo que gostou e achou muito da hora. Ele até pediu o meu email e disse que iria me mandar alguns vocais para eu fazer mais remixes como aquele! Foi uma surpresa bem legal, rs.


O que podemos esperar do Aqualight?

Olha, pra ser sincero, eu não estava tão ativo com as produções! Eu até estava produzindo algumas tracks, mas nunca finalizava.

O que eu posso dizer é que agora eu estou muito mais ativo, criando mais coisas, ou seja… Podem esperar mais músicas, tanto remixes, quanto músicas originais!

Espero terminar um EP próprio o mais breve possível, pois quero aparecer por aí tocando muita coisa minha! Hahaha

——–

Encontre o Aqualight nas redes: Facebook // SoundCloud // Site

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo